Conheça o arquiteto por trás da Praça Maria Frey

88

De mansões a pequenos apartamentos, prédios a igrejas, as produções do arquiteto e decorador Antônio Calderari – ou apenas Calderari, como era conhecido – foram diversas. São deles os traços do casarão de ares campestres que abriga a Casa Cor Paraná 2018. Falecido em junho de 2016, aos 76 anos, o arquiteto tem obras marcantes em várias cidades paranaenses, com destaque para Curitiba, Ponta Grossa e, em Santa Catarina, Fraiburgo – nesta, é responsável por patrimônios históricos como o prédio da Prefeitura Municipal, o portal da cidade, a Praça Maria Frey, o Hotel Fraiburgo e também o edifício HZ.

A história de Calderari com a arquitetura surgiu cedo. Sua família ainda guarda com carinho cadernos da adolescência com seus desenhos que revelam o dom que parece ter nascido com ele. Sua capacidade com o lápis e o papel era tanta que, ao conversar com clientes, escrevia e desenhava com a prancheta voltada para quem o via com uma facilidade impressionante.

Seu ofício, que o acompanhou por 58 anos, esteve a seu lado até o fim da vida. Mesmo no hospital, em seus últimos dias, sua esposa Maria Bernadete Vieira Rodrigues levava relatórios de como estava o trabalho em seu escritório, a pedido dele. Suas enfermidades – que tiveram origem com um problema na coluna resultante das 12 às 15 horas diárias sobre a prancheta – não o impediram de atender seus clientes até o último instante que pode.

Os estudos formais do arquiteto tiveram início em 1950, quando começou o curso de Decoração da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Entre 1959 e 1961, Calderari trabalhou como desenhista com o arquiteto e urbanista Jaime Lerner, o que o destacou ainda mais no cenário paranaense. Em sua longa caminhada, não se prendeu a um único estilo.

Construiu diversas casas tradicionais com grandes telhados para famílias alemãs em Guarapuava, edifícios modernos e minimalistas, condomínios fechados, escolas e hospitais. As decorações assinadas por ele impressionam, assim como os detalhes minuciosamente trabalhados dos acabamentos que podem ser observados em suas obras. Ouvia seus clientes com atenção e se esforçava para criar a casa dos sonhos de cada um deles, sempre com originalidade.

Fonte: Gazeta do Povo